Capa » Relatórios » Unicef apresenta relatório sobre educação

Unicef apresenta relatório sobre educação

Educacao-FundamigEm artigo publicado no jornal Folha de São Paulo, a representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil, Marie-Pierre Poirier, informa sobre a apresentação do relatório “Situação da Infância e da Adolescência Brasileira 2009 – O Direito de Aprender” (Siab 2009), produzido pelo Unicef. Os dados mostram que, hoje, 97,6% das crianças e adolescentes com idade entre sete e 14 anos do País estão na escola.

As taxas de abandono e repetência também caíram nos últimos anos. Entre 2006 e 2007, diminuiu o número de meninas e meninos de cinco a 17 anos que trabalham, considerado um dos principais motivos para o abandono escolar e aprendizagem deficiente.

Indicadores como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) apontam avanços no sucesso escolar dos alunos da rede pública de ensino. No entanto, para que se incorporem definitivamente à realidade da educação básica no Brasil, é preciso garantir a ampliação, a sustentabilidade e o aprimoramento das políticas e dos programas de apoio.

As iniquidades na garantia do direito à educação de qualidade para todas as crianças têm sua raiz nas desigualdades regionais, étnico-raciais e socioeconômicas, como também as relacionadas à inclusão de crianças com deficiência. Por isso, é preciso que o Brasil desenvolva políticas públicas que reconheçam as desigualdades, tratando de maneira especial as parcelas mais vulneráveis da população.

Essa é a realidade que foi apresentada ontem, dia 9, com a divulgação do Siab 2009. A publicação traz uma análise inovadora ao mostrar os avanços significativos e as persistentes desigualdades na garantia do direito à educação infanto-juvenil.

Marie-Pierre destaca que a universalização do direito de aprender vai muito além da garantia de oferta de vagas. Pressupõe assegurar que sejam aprendidos os conteúdos adequados à idade, que as crianças permaneçam estudando com sucesso escolar e que concluam a educação básica na idade certa O Siab 2009 mostra que a articulação entre governo e sociedade e a intersetorialidade entre as políticas públicas são desafios inadiáveis. Além disso, mostra que as tecnologias sociais e as boas práticas que contribuíram para os avanços alcançados no Brasil podem ser referência para iniciativas de cooperação Sul-Sul, especialmente com países da América Latina, do Caribe e da África.

Leia na íntegra o relatório Situação da Infância e da Adolescência Brasileira 2009 —O Direito de Aprender:Potencializar Avanços e Reduzir Desigualdades

Leia também
 Analfabetismo: a exclusão pelas letras
 MEC vai ampliar exigências para cursos de Pedagogia

Fonte: Folha de S. Paulo (SP), Marie-Pierre Poirier – 09 jun 2009.
Compilado pela 
Agência Nacional dos Direitos da Infância – ANDI

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*