Capa » Relatórios » Prática de aborto preocupa médicos

Prática de aborto preocupa médicos

GravidaNo Brasil, é registrado em torno de um milhão de abortos por ano. As estatísticas não identificam quantos abortos são provocados ou espontâneos. Em Sergipe, não existe registro seguro em torno do assunto, mas só na Maternidade Santa Izabel são feitas mensalmente uma média de 250 curetagens. Deste total, apenas 1% das mulheres admite ter interrompido a gestação. Segundo o médico ginecologista e obstetra Juan Rivas, diretor da maternidade Nossa Senhora de Lourdes, o aborto está entre as principais causas de morte materna no Brasil.

Papel da escola – Na opinião de Rivas, o alto índice de abortos provocados no Brasil e em Sergipe é uma extensão do caos social que passa o país. Para o obstetra, as escolas têm um papel fundamental no processo de mudança desta realidade. “Se mudássemos a maneira de agir de nossos adolescentes, certamente mudaríamos estes números. Diminuiríamos os abortos, mas principalmente, o índice de mortandade materna, que está diretamente ligado ao aborto” afirma Rivas.

Fonte: Cinform (SE), de 18/08 a 24/08
Compilado pela 
Agência Nacional dos Direitos da Infância – ANDI
Foto: 
Sapo Fotos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*