Capa » Artigos » Olhos de Criança

Olhos de Criança

É nos teus olhos criança
que me denuncio,
se te respeito sem receio de errar,
se tenho zelo e apresso teu andar,
se há afeto no meu jeito de falar,
se é concreto meu carinho, meu amar.

É nos teus olhos criança
que me enxergo mais de perto
e me perturbo da minha impotência
que me renova da quase falência que penso estar.

É por teus olhos criança
que quero ir adiante,
correndo, gritando com um berrante
sem esquecer que é diamante perfeito e belo
o sorriso do teu olhar
e por isso não posso abandonar o meu porto
nem esmorecer quando a luz parecer apagar.

Não, eu não posso desistir da corrida
e mesmo quando ferida ou cansada eu não posso parar.
Sei que é longa a caminhada
e que no caminho pedregoso
os meus pés se machucam.

Mas também sei que mesmo ferida
é possivel continuar
pois vale a pena esperar o dia
em que verei nos teus olhos
a esperança desabrochar.

    • Sobre o autor(a):

    • Janaína

      agente social cristã e leitora da revista Mãos Dadas.
É nos teus olhos criança que me denuncio, se te respeito sem receio de errar, se tenho zelo e apresso teu andar, se há afeto no meu jeito de falar, se é concreto meu carinho, meu amar. É nos teus olhos criança que me enxergo mais de perto e me perturbo da minha impotência que me renova da quase falência que penso estar. É por teus olhos criança que quero ir adiante, correndo, gritando com um berrante sem esquecer que é diamante perfeito e belo o sorriso do teu olhar e por isso não posso abandonar o meu porto nem ...

Revisão

Avalie: Seja o primeiro a avaliar
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*