Capa » Artigos » No processo irreversível de vida e de crescimento

No processo irreversível de vida e de crescimento

Sem me enveredar pelos caminhos sofisticados da ciência e da filosofia, entendo que o aborto é um crime, porque provoca a morte de quem já está naquele processo irreversível da vida e do crescimento.16_04_08_aborto

Baseio-me especialmente na linguagem elegante e poética do Salmo 139. O poeta se dirige a Deus e diz: “Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Digo isso com convicção” (versos 13 e 14).

Deus não somente dá a partida, mas ele mesmo acompanha e rege o processo todo: “Meus ossos não estavam escondidos de ti quando em secreto fui formado e entretecido como nas profundezas da terra [no ambiente fechado do útero, não exposto aos olhos humanos]. Os teus olhos viram o meu embrião [ou a “substância ainda informe”, na versão de Almeida]; todos os dias [de vida] determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir” (versos 15 e 16).

O tamanho da vida é enorme. Não pode ser medido. O curso da vida humana não é “o caminho entre o nascimento e a morte”, como diz o Dicionário de Psicologia Dorsch. Sob o ponto de vista cristão, a vida é assombrosa e infinitamente mais do que o miserável período de tempo entre as dores do parto e as dores da morte, entre o berço e o caixão do defunto. A vida se inicia no momento da concepção, quando o espermatozóide fecunda o óvulo e não nove meses depois, no ato de dar à luz. E continua depois da morte, pelos séculos dos séculos, através de “eras que tombam sobre eras numa eterna sucessão”.

As fases da vida, no tamanho dado a ela pelo ensino cristão, inclui a vida uterina (a única de duração certa), a vida presente (de duração incerta) e vida futura (de duração eterna). O aborto determina o fim da vida uterina e fecha o caminho para a vida presente ou terrena. Mas certamente não fecha o caminho para a vida eterna!

Leia mais do mesmo autor:
O tamanho da vida

Leia também:
Barraco ideológico, por Braúlia Ribeiro
O valor da vida, a Lagoa da Pampulha e a menina Isabella, Braúlia Ribeiro
Autoridade em bioética ensina que o embrião não deve pagar pelos erros dos outros

    • Sobre o autor(a):

    • Elben Lenz César

      é diretor-fundador da Editora Ultimato, parceira de Mãos Dadas.
Sem me enveredar pelos caminhos sofisticados da ciência e da filosofia, entendo que o aborto é um crime, porque provoca a morte de quem já está naquele processo irreversível da vida e do crescimento. Baseio-me especialmente na linguagem elegante e poética do Salmo 139. O poeta se dirige a Deus e diz: “Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Digo isso com convicção” (versos 13 e 14). Deus não somente dá a partida, mas ele mesmo acompanha ...

Revisão

Avalie: 4.3 ( 1 votes)
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*