Capa » Artigos » Eis que estou convosco todos os dias

Eis que estou convosco todos os dias

 Por Rev Stuart Pascall*

CONTEXTO

Há pelo menos três coisas que podemos explorar quando refletimos sobre a frase: “Eis que estou convosco todos os dias”, mas antes é importante observar o contexto no qual Jesus disse estas palavras.

Há sempre o perigo de usar uma afirmação bíblica fora do seu contexto transformando-a em algo distante da sua intenção original. Então vamos começar com minhas reflexões sobre o contexto original, propondo algumas questões para a sua reflexão.

UM

O capítulo 28 de Mateus lida com a intervenção divina pela ação de anjos que interrompem as vidas de pessoas inseguras e tristes (vers 1,2).  No momento em que a vida não tinha como piorar, a aurora para um novo dia traz consigo a aurora para uma nova vida.

DOIS

A mensagem deste ser angelical maravilhoso tinha 2 elementos:
(i) Um encorajamento leve – Não temas – que toca o coração nos pontos mais importantes da vida daquelas mulheres. O medo delas era proveniente dos problemas que a vida lhes apresentara. Pergunta: Quais são os medos e dúvidas que nos incomodam no nosso dia a dia, na nossa vida de fé, e quão honestos temos sido em admiti-los? (ii) Uma afirmação maravilhosa: Jesus ressurgiu. Jesus tinha vencido a morte, antes mesmo de terem removido a pedra! Grandes pedras não são capazes de conter a Jesus em confinamento, mas elas podem sim nos impedir de “entrar” e ver a verdade. Jesus já foi para a Galileia – e está na hora de você ir alcançá-lo.  Pergunta: Que pedras estão entre você e
uma visão mais nítida de Jesus? Como você espera que elas sejam removidas?
 000
TRÊS

A chance de você encontrar a Jesus é maior quando você está numa jornada.

Primeiro, estas jovens senhoras, impressionadas e felizes, “correm” para anunciar a boas novas, e ao correrem esbarram no próprio Jesus (vers 8 – 10).
Segundo, os discípulos viajam para uma montanha na Galileia, alguns seguros em sua fé, alguns ainda temerosos, arredios, e lá eles se encontram com Jesus. (vers 16 e 17) Pergunta: Como você acha que os discípulos se sentiram neste encontro com Jesus?

QUATRO
Os religiosos neste contexto fazem um grande esforço para torcer e suprimir a verdade (vers 11 a 15).
Pergunta: Em sua experiência, já aconteceu de a igreja ter suprimido a verdade porque foi “religiosa” demais?CINCO
Jesus não é contido pela nossa humanidade, quer tenhamos certeza, quer estejamos em dúvida (vers 18 a 20). Ele comissiona pessoas que não têm tudo no lugar. A questão mais importante aqui não é a nossa teologia, mas a confiança que ele deposita em nós (vers 18).   Pergunta: Você consegue lembrar de ocasiões na Bíblia nas quais Deus usou pessoas que tinham dúvidas em relação às suas próprias habilidades, ou que eram jovens demais, ou que já tinham sido rejeitadas pelos outros?

REFLEXÃO

Agora, podemos voltar à frase com a qual iniciamos esta reflexão. Sei que você tem suas próprias convicções sobre a promessa de Jesus: “Eis que estarei convosco sempre!”. Para mim três coisas chamam a atenção aqui, mas sinta-se livre para aumentar a lista, discuti-la com outros e até criar uma lista em grupo.

EU ESTOU

Isto nos dá muita SEGURANÇA. ‘EU SOU’ foi o nome usado por Deus para revelar a si mesmo por meio de Moisés a Faraó. Este nome dizia “ao contrário dos outros deuses que vocês Egípcios adoram, Eu nunca mudo”.  A afirmativa de Jesus “Eu estou” é uma lembrança clara e presente para discípulos inseguros e medrosos de que ele não muda, que ele É e ESTÁ sempre! Pergunta: Que problemas na sua vida criam incertezas? Diante deles, o que estas duas palavrinhas significam para você? “Eu estou”. De que forma você experimenta esta presença de Jesus na sua vida? Esta promessa só se aplica aos seguidores de Jesus? Ou será que ele a oferece a todos que estão inseguros ou vivendo no medo?

CONVOSCO

Isto nos dá grande VALOR O Deus Eu sou que não muda não é uma ideia abstrata, um ser que vive lá, em algum lugar distante. O que o distingue não é só a criação e restauração dos céus em toda a sua magnificência e a terra com todos os seus detalhes brilhantes!

Reflita por alguns momentos na grandeza da Criação. Quais são seus primeiros pensamentos? Jesus conosco é uma realidade presente em nossas vidas. É um relacionamento, não uma lista de regulamentos.

Jesus se dirige a um de amigos e duas coisas podem ser destacadas aqui:
(a) Ele está envolvido numa comunidade com eles, uma comunidade que o Novo Testamento explora, expande e pela qual o coração de Deus se revela e é explicado.

(b) Ele tem plena consciência de que problemas surgirão que precisarão de uma resposta desta comunidade (um deles já está perdido e a dúvida, o medo e a negação são realidades presentes entre eles). Mas Jesus se compromete a apoiar e encorajar esta igreja nascente em sua luta rumo a maturidade como noiva de Cristo.

Ele busca se relacionar especialmente com aqueles
grupos ou indivíduos que lutam com questões de vida e de fé, com aqueles que não têm tanta certeza em relação à sua identidade e segurança. Pergunta: De que forma a igreja já melhorou a forma como trata aqueles que lidam com as questões mais difíceis da vida? Como, por exemplo, ela se mobiliza para ir de encontro às necessidades das pessoas mais pobres ou mais vulneráveis na sociedade? De que forma você acha que a presença de Jesus nos lugares mais sofridos do mundo ficaria em evidência?

TODOS OS DIAS

Isto nos dá grande ESPERANÇA. Um dos valores que Jesus oferece para os discípulos é “permanência”. Esta permanência não está condicionada à minha habilidade de SENTIR segurança. Nem existe só nos momentos em que me sinto bem comigo mesmo ou com a minha situação. E nem está apenas limitada a esta vida, neste tempo ou neste lugar. Nos lembramos aqui de um Deus que não tem nem começo nem fim, e que traz uma criação à existência pela sua palavra estabelecendo assim uma data de início para a sua criação.

Mas, uma vez que a criação carrega em si parte a natureza de seu Criador, ela não terá fim. Não é de se admirar então que um dos títulos dados a Deus é “Deus de esperança”. (Romanos 15.13).

Esperança é uma das grandes bênçãos presentes no convite de Jesus.  Para mim ele sugere que: (a) Não há situação tão terrível que está aquém ou além da possibilidade de redenção – quer falemos de pessoas ou circunstâncias. (b) O trabalho de Deus é a redenção, e o processo redentor estará completo um dia, e incluirá a completude e reordenamento do universo físico de forma que a sua glória se tornará totalmente livre dos efeitos devastadores do egoísmo humano.  (c) Nenhuma pessoa é tão insignificante ao ponto de estar fora o círculo inclusivo de Jesus. (Marcos 10: 14-16) Temos um exemplo disto quando Jesus nos lembra que o Reino de Deus pertence a uma criancinha. Isaías (Marcos 11: 6) nos lembra que nos processos nos quais habita a esperança, seremos guiados por uma criança (ou crianças!)
Perguntas: Você concorda que esperança é uma das grandes qualidades da fé? Por que? Como a esperança nos ajuda na nossa capacidade de nos sentirmos seguros nas circunstâncias da vida? Como comunicamos esperança àqueles que vivem em circunstâncias vistas por eles mesmos como desesperadoras?

CONEXÃO
Tendo dito tudo isto, seria egoísta de nossa parte nos abstermos de funcionarmos como um elo de ligação entre o Deus Eu Sou e as pessoas e situações no mundo em que vivemos.
Como discutimos acima, segurança, valor pessoal e esperança são essenciais no Reino de Deus e estes valores precisam fazer parte na nossa experiência o máximo possível.
Embora a responsabilidade do processo de restauração e redenção pertença a Deus, ele delegou a nós parte desta responsabilidade. E tendo em vista o fato de que a forma como vivemos FALE muito mais aos outros do que o que DIZEMOS, é bom que nos questionemos sobre o que estamos comunicando aos outros pela forma como vivemos.
• Como nossas crenças e valores moldam nossa visão da sociedade onde vivemos?
• Como que a sua fé está ligada à sua situação específica?
• Você é honesto em relação às suas dúvidas e convicções?
• Vemos a nós mesmos como agentes de mudança colocando nossos recursos à disposição?
• Há mudanças no nosso estilo de vida que precisam ser feitas? • E de que forma a sua igreja local está se conectando e influenciando a sua comunidade local?
É interessante perceber que os encontros pareciam sempre acontecer num contexto comunitário.
• Será que isto tem a ver com nosso trabalho em equipe? • Como demonstramos este princípio, localmente, nacionalmente, internacionalmente?
Pensando em Marcos 10 e Isaías 11:
• Que importância tem as crianças da sua comunidade quando queremos alcançar as crianças de outras comunidades?
• Como encorajar as crianças para que se tornem conscientes das necessidades dos outros e participem na busca de soluções para os problemas da comunidade?
Estamos envolvidos em “missão” no simples ato de viver. Que privilégio é poder refletir sobre isto e ver que individualmente e coletivamente nós estamos em parceria com Deus que está sempre presente, caminhando conosco. Nosso Deus deseja que outros saibam que ele tem tanto compromisso pela humanidade como um todo como ele tem por mim e por você.
Vejamos isto se tornar mais óbvio à medida que passarmos por este Mutirão Mundial de Oração. Confiemos totalmente no fato de que Deus está sempre comprometido no processo de reconciliação e reforma. O que precisamos é nos alinhar a ele. Façamos isto então!
 0000
PARA CONCLUIR, UMA ORAÇÃO
Deus de todos os contextos, ajude-nos a compreender o contexto divino de nossas vidas e ações. Capacita-nos para ver o quadro maior que o senhor pinta e no qual temos uma parte relevante para executar. Nos dá a graça para perceber os seus caminhos.
Deus de todas as reflexões, nos ajuda a refletir nas suas promessas não só com a mente, mas com o coração. Capacita-nos para sentir a sua presença tanto nos tempos de certeza como nos de incerteza. Dê-nos a sua paz, e que possamos compartilhar desta paz com outros.
Deus de todas as conexões, ajuda-nos a explorar as formas pelas quais o senhor se conecta com este seu mundo, e nos ajuda a seguir o seu exemplo. Nos capacita a compreender o seu amor por aqueles que, por qualquer que seja a razão, se sentem desprovidos de amor, e vivem perdidos e com medo. Nos dê o seu amor para que possamos buscá-los assim como o senhor constantemente nos busca.
Que este Deus que nos encontra, nos momentos de grande luz, e momentos mais escuros, nos dê o poder para viver nossas vidas de forma a transformar o mundo hoje.
Venha o teu reino, em mim. Hoje! Amém!

*Rev Stuart Pascall é um líder evangélico na Inglaterra e membro da diretoria da Viva.

Este artigo foi publicado originalmente nas reflexões de oração do Mutirão Mundial de Oração 2015. Para acessar, clique aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*